Resumo: A Sociologia e o Mundo Moderno – Octavio Ianni

Octavio Ianni: A Sociologia e o Mundo Moderno

O intenso metamorfismo social ocorrido na Europa entre o século XVIII e começo do XIX abriu novas questões na sociedade. Nunca antes houve tantas manifestações de pensamentos – como liberalismo, jacobinismo, romantismo e evolucionismo – para abrir novos paradigmas nas mentes humanas e, claro, trazer problemas para o novo sistema que estava se formando.

Tamanha mudança ocorrida na sociedade em tempo tão ágil trouxe a necessidade de estudar e compreender aquele “novo mundo”. O hoje chamado ‘Mundo Moderno’ necessitava de uma ciência para compreende-lo. Desta forma, a Sociologia acabou-se por surgir simultaneamente à Modernidade, tornando estudos em fatos e refletindo os dilemas característicos desta nova fase da história. Destacam-se neste plano, autores como Comte, Durkheim, Weber e Marx.

Apesar de cada produção sociológica ser uma combinação de princípios, pensamentos, crenças e compreensões distintas, há três princípios explicativos bases: Princípio da causação funcional, presente em Durkheim; Princípio da conexão de sentido, existente em Weber e Princípio da contradição fundamental, presente em Marx.

Mesmo com a dificuldade em encontrar o núcleo da Sociologia, aceitamos sua importância para o entendimento e compreensão do Mundo Moderno, sendo “Comunidade e Sociedade” um dos temas mais debatidos nesta ciência. Suas correntes são: massa, a coletividade de pessoas; povo, coletividade de cidadãos organizados; e classe social, a parte que expressa descontentamentos e consideram-se base de movimentos sociais.

A Modernidade defrontou o homem com si próprio, pois ele percebeu que com seu pensamento, compreensão e explicação, seus laços com Deus ficariam abalados. Bastava si próprio com a razão para responder mistérios antes julgados como milagres; a tradição foi substituída pela razão e o homem passou a ser o centro de sua própria sociedade. Apesar das descobertas científicas, o homem se viu ‘perdido em meio a multidão’, pois trouxe uma sociedade majoritariamente urbana e em constante e acelerada mudança, algo muito bem retratado no personagem de Chaplin, o herói triste e solitário da Modernidade.

O próprio processo de europeização do mundo pode ser considerado um fruto do Mundo Moderno, visto que as transformações ocorridas em diversos países são desdobramentos das metamorfoses originadas na Europa. Houve uma revolução no modo de vida e cultura de todas as regiões, buscando a “civilização de tribos não civilizadas”.

A Sociologia mostrou-se, portanto, forma fundamental para compreender o presente através do estudo do passado; sendo de grande importância na evolução da raça humana, fazendo-a renunciar de sua passividade diante do sobrenatural.

Para citar a fonte desse resumo da Sociologia e o Mundo Moderno, use o modelo abaixo, substituindo pela data de hoje.

M., H.. A Sociologia e o Mundo Moderno – Octavio Ianni. 2016. Disponível em: <https://aprofundar.com.br/resumo-sociologia-mundo-moderno-octavio-ianni/>. Acesso em: 01 jan. 2016.

A forma acima é o modo correto, de acordo com a ABNT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *